domingo, 23 de janeiro de 2011

Monólogo da Mente

Monólogo da mente - Mais uma emoção


No meu ônibus vazio,

O amor se sentou.

Bem perto do motorista,

No lugar de cobrador.

Desceu anos depois

E nunca mais voltou.


Até que a paixão me fez sinal,

Tão atraente quase parei.

Mas minha porta eu não abri,

Pois o senhor medo veio do fundo impedir,

Soprando em meu ouvido dores

Que não mais viajavam em mim.


Ainda estou no ponto observando tal emoção,

Que tenta entrar pelas janelas,

Que me olha no fundo,

Penetra meu coração.


Oh mas é tão perigosa,

Vem armada e irá me ferir.

Assaltara meus fragmentos,

Roubara o resto do meu coração de mim.


Mas minha porta eu abri,

E a vadia deu-me o vicio de teus lábios,

Tão doces,

Mas sei que logo amargos.


Ah mas dessa vez não te levarei em minha estrada

Até seu ponto final, não, não.

Do meu ônibus irei lhe expulsar,

Enquanto ainda tenho minhas forças,

E possuo meus fragmentos seguros

Para você não roubar.


Desça do meu ônibus, por favor.

Antes que de livre e espontânea vontade

Eu lhe dê meu amor,

Que esta subindo e nem me avisou.


E em meu ônibus vazio

O único passageiro é o vento da solidão,

Que escoa pela janela,

Dando assento a paixão.


No meu ônibus,

Lotado de escuridão,

Dirijo cega,

De encontro a mais uma emoção.


03:01 – 12/10/10

A. Alawara Chavéz

10 comentários:

  1. Achei o poema lindinho :)
    seguido o blog!

    ResponderExcluir
  2. Meu primeiro seguidor \õ/
    Obrigada Senhor Felippe. XD

    ResponderExcluir
  3. E primeiro nada o Lu ta me seguindo *-*

    ResponderExcluir
  4. muito legal o poema no final quase chorei rs

    ResponderExcluir
  5. Lindo... mas oq acontece se pagar passagem... Brincaderinha

    ResponderExcluir
  6. shaushaus fui zoada d novo uauauauauauauau

    ResponderExcluir
  7. Esse lugar ao teu lado está prestes a ser ocupado de novo.

    ResponderExcluir
  8. belíssimo poema, ótima construção e estrutura, fui lendo e descendo a espinha dorsal de cada verso... parabéns! Seguirei teu blog! Abraços fraternos!!!

    ResponderExcluir
  9. Muito obrigada william, que bom que gostou! Volte sempre.

    ResponderExcluir